" />

Guitar Pro 6 XL Edition

Crie e edite suas tabladuras

Crie e edite suas Tabladuras e arranjos de forma rápida e fácil.

Aprenda a editar partituras com o Musescore (Open Source software)

AudioScore Ultimate 7

Converta músicas no formato MP3 e faixas de CD em partituras digitais

Posts marcados intervalo musical

Aprenda a modular de um tom a outro – Fórmulas de Modulação

No nosso post anterior começamos a falar sobre modulação. Neste vamos exemplificar como a modulação de um tom para outro pode ser feita com encadeamentos de acordes de sétima da dominante onde o acorde que precede é sempre a quinta com sétima do acorde que o segue. No primeiro compasso iniciamos com C7 que é a quinta de fá, usamos então o F7 que é a quinta de Bb7 que por sua vez é a quinta de Eb7 e assim sucessivamente. Desta forma temos uma sequência que passa pelos 12 tons fechando o ciclo das modulações no acorde final de C6 (a sexta aqui é apenas um jazzístico, poderia ser o acorde maior sem problemas).

Pop and Jazz Keyboards and Harmony (beginner level) CURSO EM INGLÊS

Vale apena comentar que no quarto compasso, o acorde de Cb7 é enarmônico do acorde de B7. A mudança de notação aqui é para simplificar a notação no pentagrama conectando o lado dos bemóis ao lado dos sustenidos no ciclo das quintas. Fizemos então a ligadura dos dois acordes já que possuem o mesmo som.

A seguir compartilhamos algumas fórmulas modulantes de acordo com o intervalo formado entre as notas das duas tonalidades. Os exemplos estão na tonalidade de dó maior e logo abaixo de cada fórmula listamos a nomenclatura em graus da escala maior. Estes exemplos podem ser transpostos para as tonalidades de seu interesse.

 

Referência Bibliográfica: Jazz Harmonia. Koellretter, H.J. 1960.

Aprenda usar o MuseScore para editar suas partituras- CURSO EM PORTUGUÊS

 

Dia das Mães! Produtos com até 30% de desconto

O que são acordes em tríades?

Já se deparou com a palavra tríade em teoria musical? Qual o significado dela? Bem, basicamente, tríades são acordes formados por três notas. Os acordes mais básicos são os maiores formados com a tônica, que é a nota que dá o nome ao acorde, uma terça maior e uma quinta justa. Assim, o acorde de dó maior é formado pelas notas dó (C), mi (E) e sol (G). E como formar os acordes maiores nos outros tons? Basta fazer a transposição respeitando a armadura de clave. Assim, se queremos por  exemplo o acorde de lá maior  podemos pensar de duas maneiras: A primeira forma depende de ter o conhecimento prévio que a armadura de clave de lá maior possui três sustenidos sendo eles o fá#, o dó# e o sol#. Então contamos de três em três e temos: lá, do e mi. Como o dó é sustenido então o acorde fica lá (A), dó# (C#) e mi (E) e é representado pela nota E. Outra maneira é saber que uma terça maior é o intervalo de 4 semitons e uma quinta justa o intervalo de sete semitons. Lembre-se que entre a nota mi e fá e entre o si e dó há apenas um semiton. Então se contarmos iniciando em lá temos: lá, lá#, si, dó e dó#. Ou seja, nossa terça maior é o dó#(C#). Continuando temos: ré, ré#, mi que é a nossa quinta justa. Então o acorde de lá maior fica lá, dó# e mi. Fácil não.

Para encontrar os acordes menores, basta partir do acorde maior e diminuir meio tom na terça. Então o acorde de dó menor é formado pelas notas C, Eb e G e é representado pela cifra Cm enquanto o acorde de lá menor é formado pelas notas A, C e E e é representado pela cifra Am.

Quer saber mais? Acesse o curso como construir acordes clicando no link: https://www.udemy.com/como-construir-acordes/

 

Categorias

Calendário de Posts

junho 2017
D S T Q Q S S
« maio    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Curso How to build Course – Em Inglês

Curso Como construir Acordes – Português